#Sem categoria

Jupará

Atualizado em 11 de Janeiro de 2018 escrito por Lucas Raposo
Foto:Luciano Candisani/WWF-Brasil

O jupará é um animal que tem algo do macaco, do urso e do gato. Pertence à família dos procnídeos. Tem um corpo alongado, membros curtos e silhueta maciça. A cabeça redonda, com pequenas orelhas, termina em um focinho achatado. Uma das características principais é a presença, em cada semi-arcada, de 3 molares. No total possui 36 dentes.

Os cinco dedos são dotados de garras curtas e afiadas, e as plantas dos pés e das mãos são desnudas. A cauda, tão longa quanto o corpo, é preênsil, ou seja, afiada e retrátil que pode servir tanto para ataque quanto para defesa como a de vários primatas neotropicais e a de numerosos marsupiais. Na idade adulta, o jupará pode atingir 90 cm de comprimento, sendo metade pertencente à cauda.

O jupará vive na América, numa área que se estende do sul do México até o Mato Grosso.

Habita as regiões florestais, nas vizinhanças dos grandes rios, e passa a maior parte do tempo nas árvores. Animal de hábitos noturnos, dorme durante todo o dia escondido num oco de árvores, saindo apenas à noite. Trepa com grande agilidade e é tamanha a habilidade com que ele se serve da longa cauda preênsil, dos curtos membros e das unhas afiadas que pode rivalizar com os símios.

O jupará vive só ou aos pares. A ninhada é de uma ou, mais raramente, de duas crias que nascem no verão. Em cativeiro, é um companheiro fiel e brincalhão. O jupará, conhecido também como macaco-da-noite, é com frequência confundido com os primatas pelos caçadores e mateiros.

Comentários